//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

May considera impossível novo referendo e defende acordo sobre Brexit

A primeira ministra britânica, Theresa May, considera que é impossível realizar um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Européia (UE), processo conhecido como Brexit
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Share on whatsapp


“Acho que é importante que ponhamos em prática o que já foi votado pelos britânicos (em 23 de junho de 2016)”, declarou a líder do Partido Conservador.

May acrescentou que não seria factível a realização de um referendo antes de 29 de março do próximo ano porque isto atrasaria o Brexit ou conduziria a uma saída da União Europeia sem acordo, o que seria prejudicial ao país.

Por outra parte, refutou a ideia de que o país será mais pobre no futuro, baseando-se nas declarações do ministro britânico da Economia, Philip Hammond, que divulgou um relatório no qual se destaca que um divórcio do Reino Unido com a União Europeia (UE) sem consenso teria ‘um maior impacto na economia’.

O texto declara que uma ruptura sem tratado reduziria o Produto Interno Bruto (PIB) do país em 9,3 por cento em 15 anos, enquanto o tratado proposto por May limitaria o impacto a 3,9 por cento.

Em 11 de dezembro o parlamento britânico decidirá sobre o acordo selado no domingo passado entre a UE e May. A primeira-ministra defendeu que o texto permite respeitar o resultado de junho de 2016 e aproveitar as oportunidades que se apresentarão ao Reino Unido uma vez que abandone o bloco.

Por Brasil 247 com informações de Prensa Latina

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS DO CONTRA CORRENTE

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Preencha os dados do formulário para realizar o seu cadastro em nossa lista e receber as atualizações do nosso blog